Flor de camiseta

Pra quem gostou do post sobre a t-shirt personalizada, aqui vai mais uma opção: aplicar uma flor bem grande na frente. Como complemento, uns brilhinhos nos cantos, para deixar tudo mais charmoso ainda.


O passo-a-passo é o mesmo da camiseta Brasil. A diferença é que você recorta a flor em uma estampa (aqui usei uma espécie de crepe de algodão, que desfia bastante) e outra para o miolo (usei malha de camiseta branca). Também usei uma linha de bordado mais grossa, para conseguir um visual mais pesado. Não queria uma flor muito delicadinha.

As opções de apliques com brilho são enormes. Gosto muito dessas flores, mas achei que era melhor não exagerar na dose. Por isso, usei só as bolinhas prata.

Confira aqui um tutorial do BananaCraft sobre como personalizar uma t-shirt.

T-shirt personalizada

Um tutorial pra quem gosta de inventar moda, literalmente. Uma camiseta básica fica com outra cara com um simples aplique de tecido. A sugestão do BananaCraft é a palavra Brasil recortada em tecido floreadinho, mas você pode escolher o tema que achar mais interessante.


Você vai precisar de uma camiseta, um pedaço de tecido para recortar as letras (eu usei malha de camiseta, porque não desfia), uma impressão da palavra que você quer recortar, tesoura, linha de bordar e agulha.

Eu imprimi a palavra Brasil com cerca de 4,50cm de altura em cada letra. Prefiro imprimir em papel adesivo, porque fica mais fácil de fazer o recorte no tecido. É só colar no pano e depois recortar cada letra, como na foto acima.

Depois você prende com alfineta as letras, ainda com o adesivo, na camiseta, para marcar o espaço entre elas e a distribuição como um todo. Quando achar que está tudo certo, arranque – com o máximo de cuidado – o adesivo da primeira letra e começa a costurar na camiseta. Eu utilizei três fios de linha de bordar. Escolhi uma cor forte, para contrastar com o amarelo da camiseta e com o desenho delicado de flores.

O resultado é divertido e você não perde muito tempo para fazer o aplique. Se quiser deixar a camiseta mais personalizada ainda, uma opção é fazer um detalhe com a mesma linha. Eu fiz nas mangas o mesmo pesponto que fiz nas letras.

Gostei do resultado, principalmente porque ficou bonito e quase não deu trabalho. Na foto abaixo uma outra camiseta que fiz, há algum tempo. É uma das minhas t-shirts favoritas!

E você? O que escreveria na sua t-shirt? Conte pra gente!

Carros costurados

A exposição na França é mais uma ode ao craft: carros de verdade costurados com agulha e linha gigantes. Ironias à parte, é legal ver que o mundo da costura está no imaginário das pessoas em geral, além de fazer parte da vida de apaixonadas como nós.


A exposição The Machine-Animals of Nantes também apresenta animais mecânicos gigantescos, com um visual bem bacana. Vale uma olhada no site!

Dark Roasted Blend

Fotos: Dark Roasted Blend

Buy handmade

Em novembro de 2007, crafters do mundo todo aderiram à campanha “Buy handmade”. Iniciativa do site de mesmo nome, o compromisso já foi assumido por mais de 12.800 pessoas – confira os depoimentos no site (o link está no final deste post). No Brasil, a campanha foi adotada pelo SuperZiper e também teve adesão imediata.


Muito mais do que uma campanha passageira, a idéia de consumir produtos feitos à mão está cada vez mais ganhando novos adeptos. São pessoas que valorizam tudo o que é personalizado e não-massivo e também pessoas que curtem fazer suas próprias roupas, objetos de decoração e utilitários, além de preferirem presentear com produtos desse tipo.

O BananaCraft aderiu a campanha mesmo antes de estar on line. A imagem acima foi enviada tanto para o Buy Handmade quanto para o SuperZiper. E acabou indo parar no Craftzine!

Para aderir à campanha do Buy Handmade e ler os 12.000 depoimentos.
O mosaico que o SuperZiper fez com as fotos enviadas pelas leitoras brasileiras.
O site Craftzine e o post sobre o SuperZiper.

Caderno de notas

No ano passado eu ganhei mais de uma agenda e acabei com uma limpinha, sem nada escrito. Fiquei com pena de descartar, até porque ela tem uma capa metálica bem bonita e com espiral, o que deixa tudo mais prático na hora de usar (fica fácil de dobrar e manter as páginas abertas). Com tudo isso em mente, decidi dar um novo uso para minha agenda 2007 “nova”.


Olhando aqui, pensando ali, decidi transformá-la em um caderno de notas, no estilo Moleskine. Afinal, como o fabricante dos famosos blocos de apontamentos tanto propagandeia, Hemingway e Picasso tinham os seus (nada como se inspirar nos melhores, hehehe). Com a vantagem de reutilizar algo que eu já tenho e sem gastar nem um centavo.
Estou planejando uma customizada, para acabar com aquela cara de “agenda do ano passado que não foi usada”. Assim que tiver botado os planos em ação, mostro aqui!

Para saber mais sobre o Moleskine.
Sobre Hemingway e Picasso.

O frio está aí

É, é verão, mas não parece. Agora, enquanto eu escrevo, o termômetro marca 23°C e a chuva cai sem parar lá fora. O que faz lembrar que logo, logo, o inverno já vai estar de volta. E a gente vai querer acessórios quentinhos, como o bracelete da OxhillCrafts.


A idéia é simples e original: um tubo de plástico, forrado com lã. O efeito é bacana e fica ainda mais legal com alguns detalhes, como botão que serve de pingente. Custa 14,90 dólares. Com um pouco de imaginação, dá até para criar variações em casa mesmo, usando as produções deles como inspiração e economizando um pouco.

Tube bracelet
OxhillCrafts

Foto: oxhillcrafts

Chá pra dois

Ao que tudo indica, São Pedro saiu de férias e esqueceu de deixar alguém encarregado de cuidar do tempo no Brasil. Sem ninguém pra controlar, está uma loucura só. Em pleno verão, temperaturas pra lá de amenas e chuva, muita chuva. Bom pra quem não precisa sair de casa e pode curtir um “tea for two”, como na pintura da loja virtual The Black Apple.


O porco-espinho combina com o (mau) humor de quem sonhava com dias quentes e ensolarados, além de ser muito fofo. E o chá esquenta os ânimos, principalmente se for um especial, daqueles que você poupa para não acabarem.
Quem não é fã de chá, mas gostou do desenho, ele custa 13 dólares. Uma boa aquisição. Ainda mais quando o tempo feio impede de sair de casa…

The Black Apple
Tea for Two

Foto: The Black Apple