Lembrancinhas handmade

Batizados, nascimentos, aniversários, Primeira Eucaristia, casamentos, formaturas, festas… São muitas as ocasiões em que a gente precisa de umas lembrancinhas especiais. Como nem sempre dá para fazer tudo em casa, vale dar uma olhadinha no portfólio da Wal Artesanal.


O anjo da foto é todo confecionado em feltro, costurado à mão e mede 11cm. O custo unitário é de R$5,00 e é feito apenas sob encomenda. A Wal envia, pelos Correios, para todo Brasil. Segundo a moça, “o feltro é um material que se aplica bem em várias circunstâncias e por isso, é especial. Além das lembranças, podemos usá-lo na decoração de ambientes, nas escolas e para presentear em todas as ocasiões”. As lembrancinhas da Wal são super variadas e os preços variam de acordo com o tamanho e o modelo.

Para saber mais:
Flickr da Wal Artesanal
Blog da Wal Artesanal
Loja virtual da marca

Desafio de abril: 30 fotos macro

Quem acompanha o blog sabe que eu bem que tentei manter o propósito de uma foto macro para cada dia do mês de abril. Consegui tirar as fotos, o difícil foi a postagem… A de hoje é bem simples, mas retrata bem os dias que estou vivendo: tecidos que já foram coisas e que vão tornar a ser coisas.


Quando a gente muda – de casa, de profissão, de cidade, de país, sei lá, quando muda, tem vontade de ir mudando tudo o que está em torno. Os tecidos da foto eram cortinas na minha antiga casa. Agora, devidamente lavados, estão à espera de uma nova idéia, de uma necessidade, de um sei lá o quê…

Porque a reutilização, mais ainda do que a reciclagem, já faz parte do meu dia-a-dia. E confesso que nem tanto por ideais ecológicos, mas por estilo de vida e puro gosto mesmo. Amanhã tem mais – a última do 30 Day Photography Challenge.

Gavetas numeradas

Uma criação do designer Pietro Arosio para EmmeBi, o sistema modular de gavetas com números no lugar de puxadores é uma idéia muito interessante e fácil de ser adaptada nos móveis que você já tem em casa. As possibilidades são enormes.


Você tanto pode colar números – uma boa pedida são estes vendidos individualmente em madeireiras, para portas de apartamentos – direto nas gavetas, retirando os puxadores originais, como pode transformar os números em puxadores. A segunda opção é mais trabalhosa, porque será preciso encontrar puxadores grandes o suficiente e que ainda possibilitem a colagem dos números neles.

Mas se a gaveta for fácil de abrir, não precisa ter trabalho. É só colar os números e admirar o visual. Eu gostei tanto da idéia que já estou procurando gavetas pela casa… 😉

Para ver mais:
EmmeBi

Interview: Lu – Hippyxic

Eu sou fã, de carteirinha, do trabalho da portuguesa Maria da Luz, a famosa Hippyxic. Foi uma honra e uma felicidade para mim ela ter aceitado responder esta entrevista para o BananaCraft, ainda mais agora, que acabou de inaugurar seu novo atelier, o Mademoiselle Sintra. Espero que vocês gostem tanto da entrevista quanto eu e não deixem de visitar o Flickr da Lu – que tem fotos maravilhosas!

-Nome:

Lu, Luz, Lua, mas na realidade é Maria da Luz.

-Profissão:

Arquitecta de interiores, que é como quem diz, decoradora. Comecei muito cedo a trabalhar em agências de publicidade, depois voltei a estudar para tirar o curso de arquitectura de interiores, mas continuei a gostar sempre de artes gráficas…

-Blog:

O meu querido blog, abandonadíssimo há tanto tempo é http://www.hippyxic.blogspot.com

-Flickr:

http://www.flickr.com/photos/hippyxic

-Desde quando sua paixão por craft existe?

Desde que os meus Pais me deixaram pegar numa tesoura……..um dos objectos essenciais para poder começar a “craftar” ;))

-Quantas horas por semana você dedica a projetos craft?

Mentalmente 24 horas por dia, pois de noite surgem-me sempre o que considero as “melhores idéias” e claro que tenho logo de as desenhar no bloquinho que vive na minha mesa de cabeceira. Fisicamente, vou para o meu atelier às onze e tenho de sair forçosamente às 18h para ir buscar a minha filha à escola. Por vezes, trago trabalho par casa…. ;)))

-Você tem um craft room ou improvisa pela casa?

Eu vivo numa CRAFT CASA!!!!!!

-Com quais materiais você prefere trabalhar?

Tecidos!tecidos”!tecidos! e peças pequeninas que facilmente adornam, como pérolas, flores e lantejoulas…

-Qual projeto craft deu mais orgulho de fazer?

O meu bolo de aniversário, todo feito em feltro para os meus 40anos!!

-Qual tipo de craft supply você mais compra?

Fitas, rendas, galões antigos, botões, adoro!!!

-Qual foi sua mais recente aquisição de produtos handmade?

Uma boneca “gorducha” linda feita por sardaniscamoda.blogspot.com/

-Quando sai de férias ou faz alguma viagem, você procura por armarinhos e lojas de suprimentos?

Antes de “ir” já fiz uma pesquisa, para passar lá á porta da loja, “por acaso” :))))

-Você faz alguma coleção? Quando começou?

Latas e caixas de papel antigas, de pó de arroz, remédios, agulhas, etc, etc e de botões**** As primeiras, comecei a comprar nas visitas que fazia, com o meu Pai, às feiras de antiguidades sábado de manhã… aí deliciava-me a ver tudo e a comprar orgulhosamente com o meu “dinheirinho”… Hoje em dia tenho peças que valem “fortunas”!!

-Quando ganhou/comprou sua primeira máquina de costura?

Com 18 anos saiu-me dinheiro num jogo, dividi com a minha Mãe e com a minha parte fui comprar uma máquina de costura, a minha primeira Singer…

-Você prefere fazer crafts para a casa ou para usar em você mesma?

Adoro peças para casa! Almofadas, toalhas, cortinas, mas essas que faço ficam mesmo por cá ou ofereço, as que são para uso pessoal, são as que mais comercializo, mas quando quero usar uma, nunca tenho!!!

-Um livro sobre craft que você não vive sem:

A revista “Marie Claire Idées”, que compro desde os anos 80!! Embora as minhas “bíblias” continuem a ser as muitas revistas de decoração que tenho de comprar, para não estagnar…

-Um projeto que deu super certo é aquele que:

…me deu luta, usei as cores que menos gosto, foi elogiado e vendi logo. A nível de decoração, aquele projecto em que se passam anos e os donos da casa continuam a dizer-me que adoram …

-Como você define a sua loja?

Quem entra, principalmente estrangeiros, chamam-lhe “mundo de fantasia”, ou “Alice no país das maravilhas “… Para mim, é o meu atelier tornado realidade, mais do que eu sonhava, estou muito feliz.****

-De quem é o projeto da decoração da loja?

O projecto foi meu, com a aprovação da minha sócia, Paula Mateus, que tive a sorte de gostar do que faço e confiar em mim! Mal visitei o espaço, vim para casa e desenhei-o logo todo!! Conseguimos montar a idéia em menos de um mês… Saiu-nos do pêlo(como se costuma dizer) e do coração também!

-Você sente como se cada produto à venda é um pedacinho seu que está indo para a casa de alguém? (Não sente de pena de vender certos objetos – não tem vontade de ficar com eles para si)?

Eu costumo dizer(quem me conhece sabe que é verdade) que eu preciso de me “despedir das peças e ver ou saber para quem e onde vão… fico mais descansada.Em tempos tinha pena de me desfazer de certas peças, hoje em dia, pela experiência e por necessidade, consigo estar mais desapegada e sei que a seguir encontro outra tão bonita…

-Sua loja vende também pela internet?

Ainda não. Para já só as peças Hippyxic através do Flickr e em breve com uma loja on-line que está em construção: http://www.hippyxic.com

Para ver e saber mais:

Hippyxic no Flickr

– Blog Hippyxic

-Fotos de Sardanisca

30 Day Photo Challenge

Para mim, parece o rabo de um gato. Um gato de ferro, mas ainda assim um gato. Na verdade, é o cabo de um moedor antigo.


Se você olhar bem, vai enxergar a minha câmera e eu aí na foto acima. Viu?

Tijolos de vidro visto bem de perto, mostrando a lavanderia do outro lado.

Eu, bem de pertinho.

Almofada vintage – mais uma das minhas muitas heranças…

Bordado na toalha – tons suaves e desenho antigo…

Pássaro de meia

Um dos animais mais fofos e bonitinhos, o pássaro já foi representado de todas as maneiras possíveis e reproduzido nos mais variados materiais. Este aqui, feito a partir de uma meia de bebê, é uma fofura que até as crianças podem fazer em casa. Veja como é fácil!


Você vai precisar de uma meia de bebê, fibra siliconada, retalho de tecido combinando com a meia, linha de bordar, agulha, tesoura e enfeitinhos – no meu caso, usei um laço de fita xadrez.

Coloque um pouco de fibra siliconada na ponta da meia e amarre com a linha de bordar, para fazer a cabeça do pássaro. Tome cuidado para o nó ficar bem firme.

Coloque mais fibra, para formar o corpo. Em seguida, amarre depois do calcanhar. A parte de cima da meia forma o rabo do passarinho.

A foto acima mostra como ele fica. Basicamente, é isso. Só falta cortar as asas, o bico e bordar os olhos.

Eu gosto de fazer os olhos bordados, porque é difícil encontrar botões tão pequenos, mas se você quiser, pode fazer os olhos com mini-botões.

Para as asas, corte quatro meia-luas em um tecido encorpado, que combine com a meia. Faça o arremate com ponto caseado e já aproveite para prender no corpo do pássaro. Para arrematar o pescoço, coloque um laço de fita. Se o seu pássaro for menina :D, você pode colocar um colar de contas coloridas.

Para o bico, corte um triângulo do mesmo tecido das asas e arremate da mesma forma. Eu usei linha de bordar azul turquesa, para combinar com as flores desenhadas na meia. Seu pássaro está pronto. Não disse que era fácil?

Este pássaro aqui, o Mel, também já voou para a casa da Marcela Catunda. Só espero que o Laranjo não queira jantar ele 😀

Minirrefrigerador retrô

Nas minhas muitas pesquisas de coisas legais para a casa nova, acabei encontrando esse minirrefrigerador mega-fofo da Brastemp. Não comprei (ainda), por pura falta de ter onde colocar, mas estou apaixonada por ele, hehehe. Além disso, o brinquedinho não custa barato – R$999,00 no site da Brastemp.


Para quem não é tão fã de vermelho como eu, tem azul e amarelo. Todos com esta cara de antiguinho, todos lindinhos. Dá vontade de comprar um de cada cor e sair espalhando pela casa…

Para saber mais:
Brastemp