A fábula do vinil guardado

vinil prata escovado

Hoje eu não vou fazer um post como sempre faço. Ao invés de tutoriais, dicas ou ideias, vou contar uma história. Como naquelas bem antigas, minha história tem uma moral. E um sentido.

vinil prata escovado

Era uma vez um vinil prata escovado, lindo, brilhante e orgulhoso em toda a sua glória vinilesca. Ele morava com seus irmãos numa gráfica digital. Mas um belo dia, a dona da gráfica decidiu vender o plotter de recorte de vinil e enviou de brinde para o comprador todos os irmãos do prata escovado. Só ficou com ele, porque era o mais bonito e poderia “servir para algum projeto futuro”.

E o vinil foi enrolado com cuidado e guardado em um tubo de papelão. A gráfica foi fechada e o vinil, agora vivendo apertado dentro do tubo, passou a morar na casa da dona. Um ano mais tarde, a dona mudou da casa para um apartamento. O vinil foi junto, dentro do tubo. Dois anos se passaram e a dona mudou para outro apartamento. Lá foi o vinil, enroladinho e no escuro.

Mais um ano se passou e o vinil prata escovado continuou dentro do seu tubo, já que a sua dona mal lembrava da sua existência e nunca teve tempo de pensar em algum projeto em que ele fosse útil. Até que neste final de ano, ela pensou em usar um pedaço daquele vinil tão bonito para forrar um pinheiro de mdf.

Abriu, finalmente, o tal tubo, cortou o vinil com capricho e, aos poucos, começou a colá-lo no pinheiro. Só que os anos tinham passado, apesar de todo o cuidado. E o belo vinil não ficou impune. Sofreu, envelheceu, viu seus dias de cola forte e quase que instantânea chegarem ao fim.

Ao ser finalmente colado, o vinil já não tinha mais grude. Não servia mais para nada. E acabou indo para o lixo, sem uso e sem nenhuma pompa ou circunstância. Fim.

vinil prata escovado

vinil prata escovado

Moral da história: mais vale usar o que você tem e tanto gosta hoje, do que esperar pelo dia certo. Porque esse dia pode demorar tanto para chegar, que aquilo não vai mais servir para nada.

E essa é uma história real. Eu sou a dona do vinil prata escovado que, de tanto ficar guardado à espera da hora certa, acabou perdendo a hora =) Então, embora conselhos sejam às vezes ignorados, eu vou repetir mais uma vez. Não se apegue aos tecidos, botões, fitas, tintas, linhas… Quanto mais você gostar de algo, mais rápido coloque em uso. Só assim você vai ter certeza de ter aproveitado aquilo ao máximo, com todas as suas possibilidades.

Porque os objetos podem não estragar e, ainda assim, perderem o viço, a graça. Podem sair de moda. Podem deixar de ser tão bacanas aos seus olhos. Tudo muda, por que o seu gosto não mudaria? Aproveite e curta as coisas antes de mudar de ideia =)

 

 

Para saber mais:

Customização passo a passo: geladeira com adesivo

Antes e depois: geladeira com adesivos

Antes e depois: geladeira e armários renovados com vinil

18 comentários sobre “A fábula do vinil guardado

    • Concordo totalmente, Dora! Mas às vezes o monstro do apego ganha a parada 😦
      Experiências como essa do vinil servem para fazer a gente prestar atenção e lembrar que as coisas têm mesmo que ser usadas o quanto antes =)
      Beijos e feliz 2012!!!

      Curtir

    • Talvez até funcionasse, Roberta. Mas aí toda a praticidade do vinil, que é só destacar e colar. Além disso, se eu guardei por tanto tempo e ele estragou, achei que o mais honesto era jogar fora mesmo. Só guardei um pedaço pequeno, que parece ainda estar com “grude”. Mas espero encontrar uso para ele logo 😉

      Curtir

  1. Quem nunca passou por algo parecido que atire a primeira pedra, né?
    Até comprar coisas que hj a gente acha linda e daqui ha algum tempo nem dar bola mais.. é super comum..
    O negócio é colocar a mão na massa já!
    2012 esta ai pra gente colocar em prática tudo que prometeu e não cumpriu em 2011

    Curtir

  2. Excelente post. Já tinha percebido que isso acontecia comigo. Comprava um tecido lindo, imginava como usar, não executava o projeto e guardava. Com adesivo também aconteceu. Com louça também acontece isso. Ficamos com pena de usar, quebrar e fica tudo guardado. Agora procuro usar tudo, tecido, papel, louça etc.
    Bj…Bj
    artemadeiraevida.blogspot.com

    Curtir

  3. Pingback: Adesivos de macaco | Meu Pequeno Apartamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s