Em busca do craft room perdido…

craft studio

Eu raramente escrevo posts depressivos, porque não é meu estilo e porque acho que ninguém está aí, do outro lado da tela, para ficar lendo lamentos alheios. Assim como eu não gosto de ler ninguém reclamando da vida e se fazendo de vítima, também acho que ninguém vai ficar querendo saber das minhas próprias lamentações. Mas hoje vai ser diferente. Sim. Porque eu estou lamentando uma espécie de craft room imaginário e perdido.

craft studio

craft studio

Não é uma questão de estar lamentando pelo craft room que eu tinha no Brasil e que não existe mais. Não. Mesmo. Ele era ótimo, tinha uma profusão de coisas fofas ao meu inteiro dispor, mas acabou. Página virada. O que estou prateando hoje é um craft room imaginário, aquele que eu criei aqui, dentro da minha cabeça, sonhando em tornar realidade quando estivesse com uma casa nova na Inglaterra.

craft studio

A casa está aqui, tudo está organizado de certa forma, tenho uma bela rotina. A casa tem inclusive quatro quartos – o que é mais do que suficiente para termos um craft room e um quarto de vestir. Então espaço não é problema. Na verdade, o craft room tem lá dois armários embutidos e cheios de caráter, tem uma escrivaninha enorme e vintage que eu comprei, tem uma máquina de costura também vintage, tem uma luminária perfeita… craft studio

Então falta o quê? Falta o que colocar nele. Faltam fitas interessantes, faltam tecidos bacanas, faltam botões coloridos, faltam lãs variadas, faltam linhas de bordar… Falta renda, falta bastidor, falta linha de costura, falta papel, falta guilhotina, falta uma poltrona confortável, falta tanto!craft studio

É isso. Estou hoje lamentando o tanto que falta. Não só pelo dinheiro que tudo isso custaria aqui, mas também pelo tempo para encontrar cada item, pelo sentimento envolvido em conseguir encontrar cada uma dessas coisas. Pelo carinho que se precisa colocar na organização. No tempo que se leva para organizar e deixar agradável pelos olhos.

craftroom7

Estou sinceramente lamentando que nada, em nenhuma dessas fotos, seja meu. Estou lamentando que não tenho um carretel de madeira antigo para enrolar um pedaço de fita. Estou lamentando que não tenho um pedaço de fita vintage para enrolar no carretel de madeira. Ah, estou lamentando. Pronto.

craftroom9

Com a sua desculpa, porque reclamar da vida é a coisa mais horrorosa que existe. Mas tem dias em que é impossível resistir. Porque você olha para tantas fotos lindas e simplesmente não consegue deixar de ter pena de si mesma por nada disso ser seu. E por você estar tão longe de ter um pouco de personalização nas poucas coisas que já tem. E por você estar querendo um pouco de craft supplies bacanas para chamar de suas, ora bolas.

 

Para saber mais:

Foto 1

Foto 2

Foto 3

Foto 4

Foto 5

Foto 6

Foto 7

Foto 8

25 comentários sobre “Em busca do craft room perdido…

    • Engraçado, Judite, eu não penso assim, não. O que estou achando difícil é recomeçar, não o fato de não ter mais o que eu tinha, entende? São tantas opções, tem tanto o que fazer… E, nesse momento, está faltando um pouco de incentivo extra para recomeçar…
      Mas você tem razão: na vida, tudo passa 🙂

      Curtir

  1. Dani, eu gostei tanto da necessaire craft que você levou na bagagem e agora você não precisa de muita coisa mesmo porque tem a bela oportunidade de conhecer o estilo craft londrino e também nos passeios que fizer e nos mostrar as novidades aqui e quem sabe aos poucos você cria as peças e possa trazê-las na bagagem de volta!!!! Eu quero é só te incentivar a curtir o seu momento!!! Bjs fico na torcida!

    Curtir

  2. Estou toscamente desenvolvendo o meu, num espaço hiper apertado, mas com coisinhas garimpadas ao longo de toda uma vida… Em especial alguns mimos que você me enviou junto com o calendário do Banana
    Craft de uns quatro anos atrás. Aos poucos você estará reconstruindo seu arsenal de miudezas com belezuras britânicas de tirar o chapéu… Enquanto isso, tricote e borde coisas bem quentinhas para a família, e faça seu pedido para a estrela! Beijinhos.

    Curtir

  3. Dani,
    Acho que as fotos devem ser vistas com um novo olhar: aquele que inspira, que faz ter vontade de ter algo parecido e dá ânimo para ir atrás dos tecidos, das linhas e das fitas. Faço ideia de quanta coisa linda está disponível aí na Inglaterra, só esperando pelo seu olhar atento… é tão gostoso procurar novos materiais (mesmo que sejam vintage, de bazar), pensar novos projetos, planejar…

    Quando estamos cansadas – ou numa situação tão nova, quanto morar em outro país – tudo parece mais difícil! Costumo brincar que, “cansado, com fome e com sono, tudo fica difícil”. É uma questão passageira! Aproveite este tempo aí para conhecer novas técnicas, comprar materiais que dificilmente achamos no Brasil (e, quando achamos, o preço ou o frete são impossíveis), conhecer crafters londrinhas e, quem sabe, procurar brasileiras que moram aí e que também se divertem com as manualidades? Dá para trocar figurinhas e conhecer muitas coisas novas.

    Você tem todo o direito de estar assim, “reclamona”. É natural da gente, não podemos ser sempre simpáticas e sorridentes. Mas aproveita essa fase de lamentação e fique só com a “ação”. Mesmo que o dinheiro seja curto para comprar tudo, vá se alegrando com o pouco, com o dia a dia no seu novo craft room – é como uma criança, que a cada dia vai se desenvolvendo e amadurecendo. Quem sabe não é hora de tentar uma nova técnica, uma que você sequer cogitou a possibilidade de fazer um dia?

    Espero que não se chateie com esse comentário enorme, mas eu senti de que devia te escrever (aliás, nunca tinha comentado por aqui). Sempre que me encontro em situação parecida com a sua, procuro pensar “se é isso que quero, o que tenho que fazer para conseguir?”. É tentar usar a angústia e a lamentação a seu favor.

    Sucesso e espero, ansiosa, ver em breve fotos das suas novas aquisições!
    Beijos

    Curtir

    • Obrigada pelo seu comentário, Rita! Eu adoro comentários grandes, que realmente dizem o que querem dizer 🙂 Você tem toda razão, em tudo o que disse. Acho que, no meu caso, está faltando um pouco de energia para recomeçar essa parte do zero. Todo o resto foi relativamente fácil, mas o craft room está meio que bloqueado… Deve ser uma questão de tempo, afinal estou aqui há menos de três meses…
      Não se preocupe, ao invés de ficar chateada, fiquei mesmo muito feliz com o seu comentário! Espero que você comente mais vezes 😉
      Beijos e obrigada mais uma vez!!!

      Curtir

  4. Oi, Dani
    o que tu fizeste com as tuas coisas do craft room que tu tinha? Digo os tecidos, fitas, etc?
    Deixou guardado na casa de algum parente? Doou tudo?
    Também gostei muito das palavras da Rita.
    Dá tempo ao tempo, recomeça aos poucos. Tenho certeza que em Londres tu vais achar diversos materiais diferentes dos que temos aqui (imagino só os papeis, as fitas, as réguas, os tecidos!!!), e sinceramente, talvez por um preço mais acessível do que custaria aqui.
    Abraços!
    Claudia- Poa

    Curtir

    • Eu vendi algumas coisas para amigas, dei outras de presente… Não deixei nada guardado, não, Claudia. Porque ninguém merece ficar servindo de depósito para tralhas alheias! E também porque seria um absurdo deixar as coisas encaixotadas durante quatro anos. Não quis viajar deixando um peso desses para trás. Então eu realmente estou começando praticamente do zero.
      Obrigada pelo seu comentário encorajador!
      Beijo!

      Curtir

  5. Dani, querida … grande parte do seu craft room perdido tá aqui em casa! Ai que culpa, menina!!!
    Mais culpada ainda que não tá dando tempo de fazer nada fofo, o trabalho tava me consumindo, mas já me coloquei uma meta para 2014 mudar de vida.
    Espero que vendo tanta coisa linda à minha volta eu tenha mais perseverança para cumprir!
    bjs,

    Maria Tais
    maesefesteiras.blogspot.com

    Curtir

      • Eu tbm ganhei e comprei muita coisa, mas minha amiga eu não me sinto culpada, pois sei que tu aí vai ter muito mais em breve. Vai ser famosa e vai ganhar e poder comprar muitas coisas mais legais ainda pra mostrar pra gente. To só no aguardo!!!

        Curtir

      • Hahahaha!!! Vou ser famosa?!?! De onde você tirou isso? Hahahaha!!!
        Posso até te ver falando isso!
        E eu fico feliz que você já está usando algumas das coisas que eram minhas 🙂 Sem culpa 😉

        Curtir

  6. Dani! Devagar e sempre… Passo por passo. Não adianta sair desvairada coprando tudo que tens em mente ou vê pela frente. Não adianta pelo dinheiro empregado na tarefa e não adianta pq craft tb é um ato de amor. É colocar o olho e dizer é isso!
    Provavelmente leve tempo, e sim, levará, sejamos realistas. Talvez não tenhas tudo do jeitinho que era aqui. Provavelmente terá um craft room ingles do jeito que a vida é aí. Com a história que estas vivendo aí. Sempre nossas mentes criativas enxergam mais e nossos desejos ardentes por botões, linhas e panos pedem, mais do que necessitamos. Seja prática, te conceda aquilo que é capaz se enxugar um desejo e te devolver o sorriso! 😀
    E mais do que isso, lembre-se que alguns cantinhos são lindos, mas só funcionam numa fotografia. Beijão, Ana.

    Curtir

    • Belas palavras, Ana! Tem coisas que só o tempo mesmo, você tem razão.
      Sabe que eu não curto fotos perfeitas demais, de lugares que só existem em revistas. Eu gosto de casa com cara de casa, de que tem gente morando ali. Exatamente porque são as mais inspiradoras.

      Curtir

  7. Desabafa, reclama, escreve teu sentimento, a gente gosta de ler, mas saiba que tudo isso passa! O desanimo do recomeçar volta! O povo aqui te ajuda!!! Tu estas longe muita informação nova o tempo fica curto. É muito caro te mandar coisas? Eu não tenho noção… Bjos e aproveita a vida nova!!!

    Curtir

    • Acho que o menor preço que os Correios despacham para cá custa uns 50 reais. Ainda não mandei nada daqui para o Brasil, mas quero testar logo, para ver como funciona.
      Tu tens toda razão, sabia? É muita informação nova, tanta coisa que o tempo é curto mesmo! Fica difícil decidir por onde começar…
      E vocês, vão viajar este final de ano? Vem para cá?

      Curtir

  8. Dani, é só a fase de adaptação, lembre-se que você vai ter materiais diferentes, idéias e amigas novas, acho que em qualquer lugar temos fases de desanimo, sem inspirações, isso porque a cabeça não anda legal, mais tudo se resolve.Você já tem seu cantinho, logo estará com seus novos materiais e moldando com sua personalidade.Em breve quero ver fotos do seu cantinho novo!!!

    Curtir

  9. Daniele, talvez seja a hora dos mini projetos…aqueles que consomem pouco tempo e materiais e dão “instant gratification”, tais como mini quilts de patchwork, mug rugs, joguinhos americanos, aventais, ou cestinhas de tecido como esta…http://blog.sina.com.cn/s/blog_68f099800101fkwc.html
    ou este enfeite http://www.goodshomedesign.com/diy-3d-christmas-ornament/ . Este anel de botão forrado pode virar um anel alfineteiro…..enchendo com manta acrílica. http://cozymadethings.blogspot.com.br/2010/10/instant-gratification.html . Espero que algum destes projetos possa ser útil….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s