Very British

very british

Eu queria fazer um post sobre a minha nova casa aqui na Inglaterra, mas ainda não consegui organizar as fotos – já que não mostrei nada até agora, estou pensando em uma espécie de antes e depois, desde o dia da mudança até agora. Enquanto isso não acontece, decidi fazer uma pequena brincadeira, pensando em tudo que me faz pensar no Reino Unido agora que moro aqui e vejo as coisas com uma perspectiva mais próxima.

afternoon tea

1-Chá da tarde. Em qualquer hora, não só às 5h. Aliás, é a coisa que eu mais bebo aqui, o dia inteiro, inclusive na hora do almoço, no melhor estilo inglês. Mas meu preferido é mesmo o chá preto com leite. Não sei como vivi tanto tempo sem ele 😉

rain coat

2-Capa de chuva. Não dá para não ter. A menos que você não saia de casa quase nunca. Ou só saia de carro – o que é algo impensável, para falar a verdade, quando se mora num lugar sem violência e onde tradicionalmente todo mundo está mais do que acostumado a caminhar bastante. E eu aprendi a ignorar totalmente a chuva. Nem sombrinha uso, porque chover faz parte da vida. Ponto.

english breakfast

3-Proper full english breakfast. Não é todo mundo que curte, mas eu adoro. Principalmente a parte “sausage, egg”. Até aprendi a comer feijão depois que provei o clássico inglês, feito com molho de tomate.

walking in the rain

4-Caminhar. Eu sempre gostei, mas aqui caminhar tomou uma proporção bem diferente. Principalmente porque eu não caminhava há anos!

charity shop

5-Charity shops. Sempre foram meu sonho de consumo, se é que você me entende. Poder comprar algo baratinho, de segunda mão, com história e estilo. Mais toda a emoção de encontrar algo bacana no meio de um monte gigante de tralha.

granny style

6-Granny style. Eu sempre gostei de peças vintage, mas aqui a coisa virou realidade. Minha casa é antiga, meus móveis são vintages… E, para sorte minha, cheguei aqui já sabendo fazer crochê – que é a cara desse visual craft-vintage que eu gosto tanto.

english humour

7-Jeitinho inglês. Só convivendo com os locais para entender o humor e a maneira única de não se levar tão a sério. (Totalmente diferente daquela ideia pré-concebida de que ingleses são formais e fechados. Não são, não. Ou, pelo menos, não são mais formais e fechados do que eu mesma… rsrsrsrs)

please and thank you

8-Boa educação sempre faz diferença. Please, thank you, sorry, cheers… São palavras ótimas de se ouvir. E não é que a gente ouve mesmo o tempo todo?

mini cooper

9-Mão inglesa. Eu sou canhota, então não deveria estranhar… Mas ainda morro de medo de entrar na contra-mão ou de olhar para o lado errado da rua! E poder estacionar em qualquer lado da rua também ainda me parece exótico.

victorian house

10-Janelas abertas. Só fechar a cortina para dormir é engraçado. Não ter persiana ou veneziana nas janelas é algo impensável com o sol do Brasil, mas não faz sentido aqui. E quer saber? É muito mais divertido assim, porque as cortinas assumem um papel mais importante.

Óbvio que não dá para definir um país, uma cultura ou um estilo de vida de maneira tão simplória. Tudo que eu escrevi não passa de percepções de alguém que está há cinco meses experimentando e prestando atenção nas pequenas coisas.

Ah, não posso terminar sem dizer que a comida inglesa é deliciosa (não acredite em quem disser o contrário). E para quem ficou querendo saber do que eu não gosto aqui, aí vai: fumantes demais. As ruas também poderiam ser mais limpas. Apesar disso, no geral, i just love the british style 😉

 

Para saber mais:

Casa vitoriana

Thought for today

Almofada de crochê

Loja de caridade

Caminhando na chuva

Tradicional café da manhã inglês

Chá com leite

Capa de chuva

Rua

Please and thank you

16 comentários sobre “Very British

  1. Dani o mais legal é ver tua adaptação, o olhar para coisas boas, o descobrir e desvendar as diferenças e a disposição em entender a cultura local. Isso torna o dia a dia prazeroso. O problema é quem sai do país, querendo levar tudo daqui na mala. Não dá, bom é levar o coração preenchido e abrir as malas para receber o que o mundo ofertar! Beijoca.

    Curtir

    • Concordo inteiramente contigo, Ana! Se vai para um lugar novo, precisa estar com os olhos bem abertos para aproveitar o melhor, sem fazer comparações absurdas ou tentar encaixar o conhecido no desconhecido. Não tenho conhecimento suficiente para falar sobre a cultura, os hábitos ou o povo. Mas o que eu sinto é isso: gosto dessas pequenas coisas que já aprendi por aqui 🙂

      Curtir

    • Provavelmente os comentários ficaram todos comprometidos, Déia 😦
      Eu fico lisonjeada de você achar que tudo aqui é a minha cara – porque eu realmente adoro essas coisas 🙂
      Acho que morar em um lugar diferente tem muito disso, de perceber as pequenas diferenças, as sutilezas, as delicadezas alheias… Não concebo a ideia de ir para outro lugar e ficar procurando por defeitos. (Defeitos a gente até nota, mas não comenta, né?) 😉

      Curtir

  2. Sempre soube q tua adaptacao seria facil. E como se caminha por ai ne??? Hahn. Nao lembro nunca de te ver passando na frente da minha casa em SAP, confessa: algum dia subiu aquela minha lomba? Rsrsrs Bjkas.

    Curtir

    • Algumas poucas vezes! rsrsrsrs Mas eu sempre gostei de caminhar, apesar de não caminhar 😉
      Agora eu caminho praticamente todo dia e estou adorando! Mesmo quando está chovendo. Como eles dizem por aqui: I don’t mind the weather 🙂

      Curtir

  3. Pingback: Chá da Tarde | As Coisas da BRANCA

  4. É Dani….
    É bom ser otimista fora da terrinha tupiniquim.
    Sei que você é tranquila…Você sabe que aqui está se concretizando e a caminho uma revolução contra o capitalismo e contra o congresso, Embora a imprensa insista em encobrir tais fatos.
    Você está tranquila aí com sua família (graças a Deus).
    Não sei se és patriota, mas por hora é melhor tu ser inglesa…Toda sorte do mundo civilizado pra você.
    Viva o chá das 05 e Abaixo cultura da “bunda” no carnaval!!!
    Aproveite o máximo que puder em país de primeiro mundo. Em país colônia como o nosso não é legal de criar filhos queridos..
    Abraços calorosos do Brasil 40 graus!

    Curtir

  5. Dani,

    Tempo q não nos falamos né? Fiquei sabendo so hj q andas na terra da Rainha. 😉 Morei 1 ano ai e sinto uma saudade enorme! Tudo que apontaste no teu post é tudo q vive e amei nesse pais chuvoso, max maravilhoso! Bjos e muitas felicidades!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s