Entrevista: Francine Lacerda

Francine Lacerda

Entrevista super bacana com a Francine Lacerda, que produz roupas lindas, daquelas que a gente olha e fica pensando: nossa, eu quero! Ela conta um pouco da sua trajetória como crafter e também fala sobre os cursos que está ministrando. Tenho certeza de que você vai se inspirar!

francine2

1. Quando você descobriu sua veia craft?
Desde de criança sempre fui muito criativa, e adorava desmontar coisas e criar novas. Fazia roupinhas para as minhas bonecas, criava cenários… De alguma forma o craft sempre esteve presente na minha vida. Mas como negócio começou em 2007, quando vendi minhas primeiras bolsas de tecido.

francine3

2. Ter morado aqui na Inglaterra influenciou seu jeito craft de ser?
Acredito que sim. E principalmente o faça-você-mesmo. Fiquei fascinada como as pessoas põe a mão na massa. Morava com uma família inglesa e ajudei a reformar um quarto em um fim de semana. No Brasil, teriam contratado uns 5 profissionais para fazer o que fizemos em dois dias. Ajudei a tirar o papel de parede, nivelar a parede, aplicar um novo papel. Fizemos novos móveis, renovamos os antigos, trocamos os carpetes, foram feitas cortinas… Um quarto novinho em dois dias e toda a família ajudando. Adorei a experiência e trouxe isso comigo.

francine4

3. Conta pra gente um pouco da sua trajetória.
Eu sou formada em publicidade e propaganda, mas durante a faculdade já fui direcionando para moda. Fiz alguns cursos de criação e logo fiz um estágio em uma confecção. Em 6 meses, já era a estilista. Com o tempo foi surgindo a vontade de fazer as minhas peças, comprei uma máquina de costura e fui aprendendo sozinha. Comecei a fazer umas bolsas de tecido para mim e logo já tinha pedidos. Assim surgiu a marca Francine Lacerda. Mas como minha vontade sempre foi fazer roupas, fui em busca de cursos específicos para aperfeiçoar a técnica e em dezembro de 2010 nasceu a marca como ela é hoje.

francine6

4. Quais são as palavras que melhor definem o seu trabalho como crafter?
Retrô, feminino, alegre, perfeccionista…

5. Que tipo de crafter você é?
Curiosa, multi, adoro conhecer e desenvolver novas técnicas, não sossego, estou sempre criando coisas novas e aprendendo outras. E o retrô é uma característica forte, adoro as técnicas antigas e sempre dou uma cara contemporânea para elas.

francine7

6. Uma técnica manual que você adoraria dominar é? Por quê?
Eu amo aquarela, dou umas pinceladas, mas não sei a técnica, quero fazer um curso em breve.

7. O que é motivo de orgulho para você?
Ver as mulheres se redescobrindo usando as minhas roupas. São roupas muito femininas e com história.

8. Sua casa entrega que aí mora uma crafter?francine5

Sim! Você vê o faça-você-mesmo em todo lugar. Meu marido também adora fazer coisas, então estamos sempre inventado, criando e mudando as coisas na casa.

francine8

9. Tudo na vida tem dois lados. Qual o lado A de ser crafter? E o lado B?
O lado A é desenvolver a criatividade, fazer coisas, é uma terapia. O lado B é a desvalorização do trabalho manual e a cópia. Pelo menos aqui no Brasil isso é uma situação muito séria, muitos acham normal copiar. Eu acho uma falta de respeito.

francine9

10. Explica em detalhes como vão ser as suas próximas oficinas, quando e onde elas vão acontecer e sobre o que vão tratar.
Em Agosto começa o curso de modelagem plana de roupas femininas. O curso todo tem duração de um semestre, mas pode ser feito em módulos independentes. Não há pré-requisitos, começaremos bem do básico.
Todas as informações no site: http://www.francinelacerda.com.br/cursos.php

 

Para saber mais:

Francine Larcerda

5 comentários sobre “Entrevista: Francine Lacerda

  1. Que legal saber um pouco mais da história da Francine aqui. Eu a conheci rapidamente na Mega Artesanal, através de uma amiga em comum, depois soube que ela tb é gaúcha mas radicada em SP.
    Fiquei encantada com o trabalho, bastante minucioso, as saias de fato são lindas e super femininas. As casquetes são de uma doçura e elegância sem fim. Faltou falar da ousadia das estampas, que a mim particularmente, fascina. Parabéns Dani, Parabéns Francine! Beijo para as duas, Ana.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s