Inglês-Português: dicionário de tricô

knitting1

Há três semanas eu comecei um novo curso. Minha intenção era praticar inglês sem ser num curso convencional da língua. Porque eu tenho percebido isto: depois de um certo nível de conhecimento, ficar estudando gramática não ajuda muito mais, não. É preciso diversificar, como em praticamente tudo na vida. Então lá fui eu para um curso de tricô, pensando em aprender mais inglês do que qualquer outra coisa. E… tchdammm! Estou aprendendo um monte de tricô! Hahahaha!!! Mais do que inglês, talvez. Como eu gosto de dividir minhas descobertas com vocês e como eu acredito que a melhor maneira de aprender é ensinando, decidi criar uma espécie de dicionário inglês-português por aqui, começando pelo básico do tricô. Afinal, se você conseguir ler receitas de tricô em inglês, vai perceber um vasto mundo de possibilidades se abrindo à sua frente.

knitting2

Antes, tenho que explicar uma coisinha básica: o tricô do jeito que a gente faz no Brasil é ligeiramente diferente da maneira como as inglesas tricotam. Minha professora Loraine costuma chamar o “nosso” jeito de continental – numa diferenciação do tricô feito na Inglaterra (que é uma ilha, lembra? O continental refere-se ao resto do continente europeu. Aliás, eles costumam chamar tudo que é de fora da Grã-Bretanha de continental – continental breakfast você já deve ter visto nos hotéis, se esteve por aqui). Em tempo, embora se escreva igual, para falar continental em inglês, a sílaba tônica é “nen“. Mas, embora o jeito de segurar as agulhas e o fio seja um pouco diferente no tricô inglês , o resultado é o mesmo.

knitting3

Em tempo 2: eu decidi incluir aqui as palavras ou expressões que podem ser difíceis de traduzir usando um dicionário ou mesmo o Google Translate. Para todo o resto, mesmo quem não sabe quase nada de inglês, é possível seguir qualquer receita usando um dicionário. E nas fotos que ilustram aqui o post, o cachecol que eu estou fazendo em Moss stitch 😉

knitting4

 

Inglês-Português: dicionário básico de tricô

Ball – novelo.

Cable needle – uma terceira agulha de tricô, bem menor do que as convencionais, usada para fazer tranças.

Cable stitch – trança.

Casting off – quando você termina o trabalho e vai trabalhando sempre os dois primeiros pontos da agulha, colocando o ponto trabalhando de volta.

Casting on – basicamente, quando você coloca os pontos na agulha.

Continental method – o jeito de segurar as agulhas e o fio como se faz no Brasil e na Europa Continental.

Decreasing – diminuir. Quando você trabalha dois pontos juntos no início e no final da carreira, para diminuir a quantidade de pontos.

Double rib – é a versão mais larga da gaita para punhos. Quando você trabalha dois pontos tricô e dois pontos meia alternadamente até o final da carreira. Geralmente, é trabalhado em múltiplos de 4 com mais 2 pontos extras.

English method – a maneira como se segura as agulhas e o fio aqui na Inglaterra, numa posição mais vertical.

Garment – peça de vestuário.

Garter stitch – na verdade, não é um ponto em si, é só o nome dado para uma peça de tricô em que todas as carreiras são trabalhadas em ponto tricô. Quando você tem cobrinhas dos dois lados do trabalho.

Gather – juntar. Você vai ver a expressão “gather them up” quando a receita indicar para trabalhar a sobra de fio junto, para deixar o trabalho mais arrumado (tidy).

Increasing – aumentar. Quando você faz um ponto a mais no início e no final da carreira, para aumentar a quantidade de pontos.

Join new yarn – quando você troca de fio, geralmente quando vai usar uma nova cor.

Knit – tricotar.

Knit stitch – ponto tricô, o básico quando o trabalho é feito com o fio atrás da agulha. Também chamado de plain stitch.

Knitting – tricô, malha.

Knitting needle – agulha de tricô.

Loop – laço.

Moss stitch – ponto arroz, quando você trabalha o ponto meia como tricô e o tricô como meia.

Needle – agulha.

Plain Stitch – o mesmo que knit stitch, o ponto tricô.

Purl stitich – usado para fazer ponto malha, quando o fio é trabalhado pela frente da agulha.

Reverse side – verso.

Rib – a gaita que você geralmente usa para fazer punhos de mangas. Quando você trabalha um ponto tricô e outro meia, para que o resultado fique mais elástico que o resto da peça.

Row – carreira.

Single rib – um ponto tricô e um ponto meia trabalhados alternadamente durante toda a carreira.

Slip knot – o primeiro ponto na agulha, aquele que tem um nó para que o fio fique firme.

Stitch – ponto.

Stocking stitch – ponto meia. Quando você trabalha uma carreira com a linha pela frente da agulha e a outra carreira por trás.

Tension square – o quadrado de tricô que se tricota antes de começar um trabalho grande, para ter ideia das medidas finais e para ter certeza de que a sua peça vai ficar do mesmo tamanho da indicada na receita.

Thread – outra palavra para fio.

Thread a needle – quando você passa o fio pelo buraco da agulha ou quando passa o fio por dentro de um laço do próprio fio, para formar um nó.

Tidy away ends – costurar o pedaço de lã que sobra no início e no final do trabalho ou quando você troca a cor do fio durante o tricô.

Weave – tecer. Geralmente, nas receitas de tricô, weave significa que você deve ir passando a sobra de fio pelo meio dos pontos, para garantir um acabamento resistente, bem feito e bonito de se ver.

Wool – lã.

Yarn – fio.

 

Se você conhecer qualquer uma dessas palavras por outro nome, em português ou inglês,deixe um comentário. Toda contribuição será muito bem-vinda!

 

8 comentários sobre “Inglês-Português: dicionário de tricô

  1. Oi, Dani, amei o dicionário!!! Eu fiquei anos sem tricotar (não sei bem porque, pois sempre amei). Aí decidi voltar e me impressionei com os sites ingleses e americanos de tricô, principalmente as aulas grátis (com filminhos) ensinando a tricotar. E realmente, eles são muito perfeccionistas. O tal “blocking” eu nem sabia q existia. Só lembrava da minha mãe fazendo algo parecido nos guardanapos de crochê, mas eles fazem até em roupa!!! Bjs. Liége

    Curtir

  2. Dani aqui no Brasil também se tricota à portuguesa – colocando o fio no pescoço. Faço parte de vários grupos de tricô e uma tradutora/tricoteira chamada Stella elaborou para nós um super glossário com inúmeros termos em inglês. Caso seja do seu interesse, é só me pedir inbox que eu te envio o arquivo. Bom tricô!
    bjbj
    ANA ROSA

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s