Comida de Natal

XmasScene

Hoje de noite – às 6h e 30min da tarde, para ser mais exata – tenho uma festa na casa dos meus vizinhos (antes disso, tenho uma festa infantil, porque em dezembro sempre acontece isso: duas festas no mesmo dia). Saí para comprar algo para levar para a vizinha – escolhi uma torta natalina decorada com flocos de neve linda (espero que também deliciosa), mas vendo tanta comida clássica do Natal inglês, decidi mostrar para vocês. Porque, acredite em mim, a comida inglesa é deliciosa. E, sim, a foto acima mostra uma casa clássica daqui. Todas as casas têm lareira e árvore de Natal e decoração e luzinhas e essa cara que só o frio consegue dar para o Natal.

Continuar lendo

A cara do Natal inglês


cathkidston1

Se eu tivesse que escolher uma única coisa para definir o Natal inglês, não teria dúvidas: o famoso jumper de Natal. Mas, verdade seja dita, a moda natalina vai muito além dos tradicionais suéters de Natal – alguns horrorosos, outros fofos. A foto acima, do site Cath Kidston, diz muito sobre o Natal daqui. Lareira, pijama (com estampa temática, claro!), chá a qualquer hora do dia, decoração clássica para mostrar que Papai Noel está chegando e presentes, muitos presentes.

Continuar lendo

Halloween

Halloween1

Eu sei que Halloween é só no dia 31 e que aí no Brasil não é a festa mais popular do mundo – embora esteja mudando. Por aqui, as lojas estão repletas de fantasias e decoração para festas. Estou planejando uma mini festinha caseira, mas antes disso, preparei presentinhos para os colegas e as professoras do meu filho. Como na Inglaterra a cada 7 semanas de aula as crianças têm uma de férias, Halloween acontece bem no final deste half term. Por isso já estou com tudo pronto, porque ele tem que levar na próxima quinta-feira.

Continuar lendo

Sewing corner – ou um cantinho para as minhas costuras

sewing corner

Felicidade é o meu nome do meio. Finalmente tenho aqui em casa um canto para costurar. Não que eu tenha tido muito tempo para isso ou que esteja realmente fazendo falta. Mas manter a máquina de costura mais de um ano fechada na caixa era algo que estava me incomodando. Porque eu gosto de costurar, gosto de inventar as minhas modas, só que preciso ter a máquina a mão, pronta para usar. Senão acabo deixando para depois e nunca faço. Agora não tenho mais desculpas… 😉

Continuar lendo

Olá!

myhome1

Wow! Eu nunca tinha ficado tanto tempo sem postar aqui no blog. E hoje, quando fui ler os comentários pendentes, fiquei com o maior peso na consciência, porque vocês, leitoras, sempre são tão queridas e a minha retribuição tem sido tão fraquinha nos últimos tempos… Me desculpem! E para quem não me escreveu para perguntar, mas ficou pensando se aconteceu algo, a resposta é sim. Aconteceu a vida. Mudar de país não é como mudar de casa. São tantas as adaptações, as novidades, as possibilidades, que a rotina simplesmente parece que some, vira de cabeça para baixo – e olha que eu sempre me considerei uma pessoa organizada.

Continuar lendo

O cenário craft na Inglaterra

Hobbycraft-Plymouth-1_340

A Claudia Virgilio deixou mais uma ótima sugestão de post: comparar o cenário craft aqui na Inglaterra com o que se vê no Brasil. “Uma sugestão pros seus posts: o craft e a visão que as pessoas têm dele aqui e aí – pelo que vejo nos blogs e sites é um tanto diferente, não? por ex., essa coisa de que só ‘gente mais velha’ faz, e as tendências: percebo que no exterior (principalmente EUA e Inglaterra) as peças são muito mais ‘a nossa cara – blogueiras’ do que o que vemos aqui, incluindo a pouquíssima qualidade da maioria das nossas revistas e a falta de armarinhos e afins – estabelecimento praticamente enterrado…). Aliás, a imensa maioria das boas publicações de livros e revistas nessa área é inglesa, não?!”, comentou a Claudia. Eu adorei o tema e aqui está o post, com a minha opinião.

Continuar lendo